{RESENHA} Estilhaça-me - Tahereh Mafi

julho 07, 2017

Título: Estilhaça-me (Estilhaça-me - #1)
Autora: Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito 
Número de Páginas: 304
Ano de Publicação: 2012
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Amazon | Submarino | Saraiva
Nota: 4,5
Sinopse: 
Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro. 


Tenho uma maldição Tenho um dom // Sou um monstro Sou sobre-humana // Meu toque é letal Meu toque é poder // Sou a arma deles Lutarei contra eles.

Como você lê isso atrás do livro e não fica com muita vontade de ler? Foi isso, a capa, a sinopse, que me encantou nesse livro em primeiro lugar, tenho ele há tanto tempo, mas só enrolei agora finalmente esse ano eu li, huhul.

264 dias sem tocar ou falar com alguém por estar pressa, por possuir uma maldição um dom. Juliette não pode tocar e nem ser tocada, se acontece à pessoa está sujeita a uma grande dor, e até mesmo a morte. E isso causou realmente a morte de alguém, esse é o principal motivo por ela não ter contato com ninguém há tanto tempo.


Mas isso muda de repente, nossa sobre-humana ganha um novo companheiro de cela colega de quarto - Adam. Ele primeiro chega roubando sua cama, coberta, e deixa Juliette no chão, no escuro infinito daquela cela. Mas depois eles acabam conversando, e como ela não tinha notícias do mundo lá fora, recebeu algumas atualizações, a população está morrendo por causa das doenças, a comida é de difícil acesso, não existe mais nenhum animal, uma decadência completa.

“Estávamos nos matando na tentativa de permanecermos vivos. O tempo, as plantas e a sobrevivência humana são indissociáveis. Os elementos naturais estavam em guerra uns com os outros porque abusávamos de tudo. Abusávamos de nossa atmosfera. Abusávamos de nossos animais. Abusávamos de nosso semelhante.”

Aberta as portas da cela, alguém chega chutando eles, pedindo para ela se levantar e ficar calada, sem saber o que estava acontecendo faz tudo o que mandaram. Do nada Juliette está rodeada de soldados, e um deles é Adam traidor que estava fazendo o trabalho de saber de ela era ou não louca já que fazia tanto tempo sem ter contanto com alguém.


Uma menina de apenas 17 anos foi retirada de sua cela para ser utilizada como arma, por poder matar alguém apenas com um toque, o Restabelecimento - que comanda tudo agora – quer ela ao lado deles. Então agora Juliette está nas mãos do grande vilão da estória - Warner. Ela vai tentar sair da base, mas será que vai conseguir? 

A narrativa é composta pelos pensamentos de Juliette. Todo o momento existe frases rabiscadas que significam os pensamentos que ela teve, mas que não queria ter, é uma constante negação digamos assim. A leitura é fácil, boa, flui rápido, tenho que dizer que quando comprei tentei ler, tentei depois no outro ano mas a leitura não saia do lugar de forma nenhuma, mas agora com uma mentalidade melhor por assim dizer, li super rápido e amei, amei mesmo, fiquei com raiva por ter demorado tanto tempo para ler, ou seja muitas pessoas ou amam essa história ou odeiam, mas que vale a pena você conferir vale.  

Gostei de todos os personagens, foram todos bem construídos, e não quero deixar spoilers, mas o vilão é lindo, tão lindo, me apaixonei da raiva, o bonzinho é chato muitas vezes cativante, acabei criando um vinculo.

"– Você não faz ideia do quanto pensei em você. [...] de quantas vezes sonhei em estar tão perto de você. [...]– Céus, Juliette, eu a seguiria para qualquer lugar. Você é a única coisa boa que sobrou neste mundo."

A Trilogia: 

Veja mais posts

8 comentários

  1. Oi letícia! Só leio criticas positivas desses livro, aliás, tenho amigas que amam a autora. Eu ainda não conferi, mas vilões lindos são maravilhosos!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é realmente muito bom, quero ter a oportunidade de conhecer mais a autora.

      Beijos.

      Excluir
  2. Já li o livro dois destrua-me e gostei cheguei um pouco perdida pq é o livro dois depois que fui ver que ele fazia parte de um trilogia kkk ótima resenha ❤ bjos
    aleituramagica.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acontece direto isso kkk. Mas leia os outros. Obrigada.

      Beijos.

      Excluir
  3. Oi, Letícia!
    Nossa, eu amo esse livro! Essa trilogia toda, na verdade. É muito cativante, né?! E como não se apaixonar pelo Warner? Haha <3
    Li há tanto tempo, que depois de ver sua resenha fiquei até com vontade de reler.

    Beeijo
    Universo Tácito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline,
      Muito cativante mesmo. é impossível não se apaixonar por ele, lógico que no primeiro você fica com um pouco de raiva, mas mesmo assim kkk.

      Beijos.

      Excluir
  4. Oi Le! Que livro!!!!
    Intenso e apaixonante!
    Já tinha visto, mas a cada resenha cresce meu desejo por ele. Vou acabar me rendendo. Sofro tanto por não conseguir ler tudo que eu gostaria! Cada hora a lista aumenta mais! Socorro gente!haha
    Beijooos
    Resenhando por Marina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari,
      É muito livro para pouco tempo né? kkkk. Mas coloque ele na sua lista que uma hora vai.
      Beijos.

      Excluir

Obrigada pela visita e volte sempre.